Entre em contato

Educação

Educação: 'Dê sua opinião' sobre o futuro da mobilidade de aprendizagem

Compartilhar:

Publicado

on

A 8 de fevereiro, a Comissão lançou a consulta pública sobre o futuro da mobilidade para fins de aprendizagem tendo em vista a sua proposta de política ainda este ano. Esta consulta visa informar os cidadãos e todas as partes interessadas sobre a próxima proposta e recolher evidências e os seus pontos de vista. A UE e os seus Estados-Membros estão empenhados em promover a mobilidade transfronteiriça para fins de aprendizagem no Espaço Europeu da Educação para todos os alunos, educadores e funcionários.

A Comissária da Inovação, Investigação, Cultura, Educação e Juventude, Mariya Gabriel, afirmou: «A mobilidade para fins de aprendizagem reforça o sentimento de união e inspira-nos a apreciar a diversidade da União Europeia; permite-nos conhecer novas pessoas, fazer amigos e, mais significativamente, aprender e progredir. Acreditamos que deve ser mais fácil para os alunos conhecerem as oportunidades e se moverem facilmente entre sistemas educacionais em diferentes países. Esta consulta pública é uma oportunidade para ouvir todas as partes interessadas e tornar o Espaço Europeu da Educação uma realidade.”

A mobilidade de aprendizagem transfronteiriça provou ser uma experiência altamente valiosa para as pessoas adquirirem conhecimentos, aptidões e competências necessárias para o desenvolvimento pessoal, educacional e profissional, bem como para o envolvimento cívico e a inclusão social. No entanto, apenas 15% dos jovens frequentaram estudos, formação ou estágios noutro país da UE. Portanto, conforme anunciado em seu Programa de Trabalho 2023, a Comissão decidiu apresentar uma proposta para actualizar o actual Quadro de mobilidade de aprendizagem da UE, para permitir que os alunos se movam mais facilmente entre os sistemas de ensino e promover a mobilidade de aprendizagem como uma oportunidade para todos. As principais barreiras à participação na mobilidade para fins de aprendizagem e as formas de as ultrapassar serão discutidas através de consulta pública aos cidadãos e partes interessadas, como aprendentes, educadores, pessoal de todos os setores da educação e formação, animadores de juventude, aprendizes e pessoal desportivo. Especialmente as organizações que enviam e recebem participantes em atividades de mobilidade, incluindo empregadores, são bem-vindas para compartilhar seus comentários. Contribuições de tomadores de decisão, organizações de partes interessadas e pesquisadores também são muito valiosas. 

O questionário para apresentação de provas e consulta pública disponibilizado em todas as línguas da UE estará aberto durante 12 semanas. Eles podem ser acessados ​​em Tenha seu portal Say.

Compartilhe este artigo:

O EU Reporter publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do EU Reporter.

TENDÊNCIA