Entre em contato

Parlamento Europeu

Direitos do Homem: Perseguição na Síria, Paquistão e Irã, a censura no Sudão, Iraque

Compartilhar:

Publicado

on

big_article_parliamentO Parlamento aprovou três resoluções separadas no 10 de outubro, condenando a violência e perseguição contra cristãos na Síria, Paquistão e Irã, pedindo proteção para jornalistas e acesso gratuito à Internet no Sudão e condenando atos de terrorismo e violência sectária no Iraque.

Violência e perseguição contra cristãos

Os eurodeputados manifestaram preocupação com os cristãos na Síria, condenando os ataques contra militantes em Maaloula e arredores e pedindo a proteção dos mosteiros da região e apoio imediato e assistência humanitária às freiras e órfãos presos no convento de St Tekla. Eles também condenaram ataques no Paquistão à Igreja de Todos os Santos em Peshawar e expressaram profunda preocupação com a situação geral das minorias religiosas no Paquistão e, especialmente, as igrejas cristãs.

Os eurodeputados exortaram as autoridades paquistanesas a reverem minuciosamente as leis de blasfêmia e a sua aplicação atual, uma vez que podem ser mal utilizadas contra pessoas de todas as religiões no Paquistão. o governo exonerar e libertá-lo imediatamente.

Sudan – clashes and media censorship

MEPs called for the restoration of human rights and fundamental freedoms following recent protests and demonstrations in Sudan, urging the Sudanese Government “to cease all forms of repression against those who exercise their right to freedom of expression, both online and offline, and to protect journalists”. People should be allowed to have free access to the internet at all times, adds the resolution.

MEPs urged the Sudanese authorities to review the legislation allowing detention of suspects for more than four months without any judicial review and called on the European Commission “to legally restrict the export of mass surveillance technologies from EU countries where they are likely to be used to violate digital freedoms and other human rights”.

Anúncios

Iraque

MEPs strongly condemned the recent acts of terrorism and sectarian violence in Iraq, calling on the authorities “to facilitate a full and swift independent international investigation (…) and to cooperate fully with that investigation”. All leaders and players in society should “start to work together to end the bloodshed and ensure that all Iraqi citizens feel equally protected”, adds the resolution. MEPs also voiced concern about the spill-over of violence from the Syria conflict to Iraq.

Compartilhe este artigo:

O EU Reporter publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do EU Reporter.

TENDÊNCIA