Entre em contato

Migrantes

Menores de polêmico navio migrante fogem de centro de refugiados na França

Compartilhar:

Publicado

on

Mais da metade dos 44 menores que estavam a bordo do navio de resgate de refugiados Ocean Viking fugiram do serviço social francês que cuidava deles.

A França permitiu que o navio transportasse 200 migrantes, resgatados no Mediterrâneo, atracar há seis dias em Toulon na região sul do Var. A Itália recusou-se a aceitá-los.

Isso causou uma disputa entre a França e os Estados Unidos, bem como a condenação de partidos franceses de extrema-direita que acusaram o governo de ser muito brando com a imigração.

A prefeitura de Var anunciou que 26 dos 44 menores a bordo do navio fugiram de Toulon, onde estavam alojados.

Segundo o comunicado, as crianças que fugiram eram maioritariamente eritreias, que pretendiam viver com familiares na Europa, como Holanda, Luxemburgo e Suíça.

As crianças não eram mantidas em celas e podiam ir aonde quisessem. Os adultos que estavam a bordo do navio, operado pelos Médicos Sem Fronteiras, são mantidos em um centro social e proibidos de sair.

De acordo com a prefeitura, os serviços sociais continuarão a fornecer abrigo temporário e assistência médica aos menores da Ocean Viking.

Anúncios

O prefeito da região de Var anunciou na semana passada que os migrantes seriam transferidos para um local de detenção onde receberiam cuidados médicos e seus pedidos de asilo seriam processados. O governo devolverá aqueles que não são elegíveis para permanecer em seus países de origem.

Compartilhe este artigo:

O EU Reporter publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do EU Reporter.

TENDÊNCIA