Entre em contato

Moldávia

Incidente sem precedentes prende passageiros em voo para Chisinau

Compartilhar:

Publicado

on

Numa reviravolta caótica e sem precedentes, os passageiros a bordo de um voo da companhia aérea FlyOne de Yerevan para Chisinau sofreram desvios inesperados e atrasos prolongados, que os deixaram sem comida ou água durante quase 12 horas. O incidente provocou indignação e levantou preocupações sobre as ações das autoridades na Moldávia e na Roménia.

Nearing the end of the original flight, the FlyOne aircraft, carrying Moldovan citizens, was denied entry to Chisinau’s airport without explanation. Subsequently, the plane was diverted to Bucharest. However, the Romanian authorities also refused to authorize a landing, further aggravating the passengers’ situation.

Stranded and confined to the aircraft, the passengers expressed their frustration and despair by chanting, “We want to go home!” as they awaited a resolution. According to sources, the passengers have been without food or water for nearly 12 hours. Additionally, mobile phones have begun running out of battery, with no immediate assistance available. The unexpected and unexplained diversion has led to speculation and allegations from the passengers, who believe they are being targeted for political reasons.

Para agravar ainda mais a situação, a Polícia de Fronteira Romena embarcou no avião e retirou indivíduos, levando-os para locais não revelados. Esta acção aumentou a confusão e o medo entre os restantes passageiros, que necessitam urgentemente de clareza e assistência.

As the plane now faces the possibility of being sent back to Yerevan, the passengers’ ordeal appears far from over. The lack of communication and transparency from both Moldovan and Romanian authorities has only heightened the passengers’ feelings of abandonment and frustration.

Este incidente representa um novo ponto baixo na história da aviação moldava, levantando sérias questões sobre a governação, os direitos humanos e o tratamento de indivíduos em perigo. Os passageiros afetados exigem intervenção e respostas imediatas, buscando um retorno seguro para casa e responsabilização dos responsáveis ​​por este episódio angustiante.

Anúncios

Compartilhe este artigo:

TENDÊNCIA