Entre em contato

Geral

Trabalhadores sindicais holandeses fazem greve para forçar sindicato a negociar melhor

Compartilhar:

Publicado

on

Os funcionários do maior sindicato trabalhista da Holanda, o FNV, anunciaram nesta segunda-feira (1º de maio) que entrarão em greve para obrigar o próprio sindicato a pagar-lhes salários mais altos.

Os trabalhadores sindicalizados disseram que o seu empregador não cumpriu o ultimato do Dia Internacional dos Trabalhadores de 1 de Maio para aumentar a sua oferta salarial para os próximos anos.

Eles disseram que isso resultaria em uma greve geral da equipe da FNV na terça-feira (2 de maio), com mais ações grevistas se as demandas não fossem atendidas.

“É doloroso termos de entrar em greve”, disse Judith Westhoek, representante dos funcionários da FNV. “Mas o pessoal da FNV também tem direito a um acordo salarial honesto e apropriado para estes tempos.”

A FNV ofereceu a seus funcionários um aumento salarial de 3 a 7% este ano, seguido de um aumento de 5% no próximo ano e compensação automática de preços com um máximo de 5% a partir de 2025.

Os funcionários exigem compensação anual total pela inflação, que saltou para 10% na Holanda no ano passado e deve ficar em torno de 3% neste ano e no próximo.

Anúncios

Compartilhe este artigo:

O EU Reporter publica artigos de várias fontes externas que expressam uma ampla gama de pontos de vista. As posições tomadas nestes artigos não são necessariamente as do EU Reporter.
Anúncios

TENDÊNCIA